CEARÁ 3 X 0 ITAPIPOCOA


Diário do Nordeste – O lateral-direito Wellinton e o meia Claudinho Baiano, que saiu do bando de reservas, comandaram a vitória do Ceará sobre o Uniclinic, por 2x1, ontem, no PV. Com resultado, o Ceará se distanciou na liderança do 3º turno do campeonato, com nove pontos, em três jogos. Mas esta foi a mais difícil vitória do Ceará neste turno, pois o Uniclinic produziu o suficiente para arrancar ao menos um empate e se não fora um erro do árbitro Marcos Brasil, que deixou de marcar um pênalti para o Uniclinic, no segundo tempo, a históroia do jogo poderia ser outra. Depois de um cabeceio fraco de Reinaldo, aos 8min, após o cruzamento de Juari, o Ceará abriu cedo o placar. Aoas 9min, Reinaldo tocou ao lateral Wellington, que de longe recebeu no pé e acertou no canto, fazendo 1x0. Marcado o gol, o Ceará se desencontrou um tempo e diante da forta marcação do Uniclinic, o jogo caiu muito. O Ceará só foi acordar aos 37min, quando Marcelinho cobrou falta a área e o zagueiro Max cabeceou, acertando a bola no travessão.

O segundo tempo apresentou em crescimento vertiginoso do Uniclinic, especialmente com entre do Rodrigo cobrou falta e acertou a trave direita. Outro jogador que desequilibrava pelo Uniclinic era Mazinho. Aos 5min, ele penetrou pelo meio da defesa do Ceará, driblando dois contrários; no bate-rebate, a bola sobrou para Rodrigo, que bateu e empatou o jogo.

O técnico Dimas, do Ceará, retirou os dois volantes, Januário e Sousa, deixando a marcação para Marcelinho e Claudinho Baiano. O árbitro Marcos Brasil foi rigoroso ao expulsar Alex Costa, que já tinha amarelo, por um retardamento do jogo. Mesmo assim, o Uniclinic ainda criou chances de fazer mais um gol, porém aos 30, Reinaldo tocou de calcanhar para Claudinho Baiano, que tranquilizou a torcida, marcando o gol da vitória. Mas aos 41, Mazinho tentou cruzar e o zagueiro Max cortou com as duas mão diante do árbitro, que nada marcou. Marcos Brasil ainda expulsou Claudinho Paulista aos 48min, que tinha cartão amarelo e meteu a mão na bola, na saída do goleiro Leandro.