CEARÁ 2 X 2 GUARANI



Futebol Interior - Com um gol mal anulado já nos minutos finais do jogo, o Ceará perdeu a oportunidade de dar um importante passo rumo ao acesso e ficou no empate com o Guarani, por 2 a 2, na Arena Castelão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Após o apito final, os alvinegros cercaram o trio de arbitragem no centro do gramado.

O tropeço diante de 32 mil torcedores não permitiu que o Ceará aumentasse a vantagem sobre o Oeste, quinto colocado, para cinco pontos. O Vozão se manteve na terceira colocação, com 59, atrás apenas de Internacional e América-MG, que estão com 63.
Como não tem nada a ver com o erro do árbitro, o Bugre respirou aliviado por terminar mais uma rodada fora da zona de rebaixamento - entraria no Z4 em caso de derrota. Na 15ª colocação, o Guarani tem os mesmos 40 pontos de Luverdense e Boa Esporte, mas leva vantagem sobre ambos no número de vitórias (10 contra 9).
A emocionante partida foi transmitida ao vivo pela Rádio Futebol Interior com narração de Marcelo Corsato, comentários de Luis Fabiani, reportagens de Washington Mello e Caros Corsato no Placar ao Vivo.

PRIMEIRO TEMPO
Empurrado por mais de 20 mil pessoas, o Ceará começou a partida pressionando o Guarani e a primeira oportunidade veio logo aos cinco minutos. Leandro Carvalho invadiu a área e chutou forte pela linha de fundo. A tática de Lisca com três zagueiros - Ewerton Páscoa um pouco mais adiantado - era segurar esse ímpeto inicial do adversário.

Ceará e Guarani protagonizaram um jogo emocionante e cheio de alternativas nesta terça-feira
O Bugre assustou ao dez em cabeçada de Richarlyson por cima do travessão. Quatro minutos depois, também pelo alto, o Ceará abriu o placar. Ricardinho cobrou falta para dentro da área e Rafael Pereira aproveitou a indecisão de Leandro Santos, desviando de cabeça para o fundo das redes. A alegria alvinegra durou apenas até os 21.

Diego Jussani cabeceou e a bola acertou o braço de Romário. O árbitro assinalou pênalti, convertido com categoria por Bruno Nazário. O empate deixou a partida bastante aberta. Pedro Ken finalizou rasteiro e a bola passou raspando a trave. Na sequência, o Bugre respondeu em chute forte de Richarlyson, mas Éverson fez grande defesa e impediu a virada.

Até o fim do primeiro tempo, os dois times tiveram oportunidades. Pio soltou a bomba em cobrança de falta e Leandro Santos defendeu sem dar rebote. A resposta do Brugre veio com Bruno Nazário. O autor do gol alviverde recebeu de Luiz Fernando e chutou para difícil defesa de Éverson, que espalmou pela linha de fundo.

SEGUNDO TEMPO
O Ceará voltou do intervalo pressionando o Guarani em busca da vitória. Logo aos 11 minutos, Richarlyson afastou parcialmente e a bola sobrou para Richardson bater de primeira, assustando Leandro Santos. Na sequência, Ricardinho cobrou falta e o goleiro bugrino foi buscar no cantinho. Após a cobrança de escanteio, a bola passou na frente do gol e ninguém do Vozão apareceu para completar.

Leandro Carvalho recebeu na entrada da área e bateu rasteiro para mais uma boa defesa de Leandro Santos. O Guarani chamava o Ceará de maneira perigosa para cima em busca do contra-ataque, que veio aos 18. Richarlyson cruzou e Caíque desviou pela linha de fundo, desperdiçando uma boa oportunidade.

Betinho arriscou de fora da área e Éverson espalmou para escanteio. Na cobrança, Diego Jussani subiu mais que todo mundo e cabeceou no cantinho, colocando o Guarani na frente do placar. Aos 34 minutos, tudo mudou. Logo depois de entrar, Magno Alves aproveitou furada de Kevin e bateu na saída de Leandro Carvalho. Na sequência, Bruno Nazário foi expulso pelo árbitro.

O Vozão virou aos 39. Magno Alves cabeceou, Leandro Santos fez grande defesa e Richardson completou no rebote. O volante estava em posição legal, mas o bandeirinha assinalou impedimento e o gol foi anulado pela arbitragem.